As 11 bikes mais descoladas do mundo

O livro “Velo: second gear” reuniu os designers que estão na vanguarda da engenharia de bicicletas

A tecnologia permitiu que os designers pensem em qualquer coisa na hora de projetar uma bicicleta surgindo bicicletas feitas com materiais como madeira, bambu, fibra de carbono e até mesmo de papelão. Nunca antes houve uma variedade tão grande de opções e estilos!

O livro “Velo: Second Gear“ catalogou  as melhores bicicletas que estão na vanguarda da engenharia de bikes. Confira a seguir os 11 modelos que, segundo o livro, são os mais cool do ramo:


Z BIKE, SKEPPSCHULT – A marca Skeppshult desenvolve bicicletas na Suécia desde 1911. A Z Bike foi desenvolvida em parceria com o designer industrial Björn Dahlström. O resultado é uma bicicleta elegante, alta e com um quadro inovador.


36 VOLT, ELECTROLYTE – A 36 Volt destaca-se por apresentar um quadro leve e manufaturado. O ciclista pode optar por alumínio ou uma combinação entre titânio e carbono. A bike possui um motor de 36 volts que é discreto e se encaixa facilmente no quadro. Quando não está ativado, a bike possui tração simples.


764, PELAGRO – A aerodinâmica 764 foi desenvolvida por Peter Laibacher, da marca alemã Pelagro. A bicicleta foi inspirada nos chassi Trelli das motos Ducatti.


BOUGH BIKE, JAN GUNNEWEG – O designer holandês Jan Gunneweg esculpiu a bicicleta em madeira. Agora, ele planeja uma série inteira de bicicletas em madeira, todas com custo baixo.


BROOKLYNESS, UNIVERSAL BIKE – A Broooklyness foi desenvolvida pela Universal Bike e o design assinado por Manuel Saez. O quadro permite que o piloto ajuste o banco, podendo ficar em uma posição mais agressiva ou relaxada. O bagageiro da frente é removível.


CARGOBIKE, ELIAN CYCLES – Essa é uma das bikes de carga mais elegantes já construídas, combinando design e funcionalidade.


ELECTRONIC BIKE, HADI TEHERANI – O arquiteto alemão Hadi Teherani desenvolveu uma bateria que acumula energia em uma pequena bolsa no guidão, que comporta um velocímetro e um iPhone. As conexões entre a bateria e o motor, no cubo dianteiro, são minimalistas.


LA BORIOSA, BIASCAGNE CICLI – Desenvolvida na Itália, a La Boriosa é uma bicicleta de tração simples ou fixa e apresenta detalhes de solda e componentes vintage. Um visual que remete à época de ouro do ciclismo.


SHAPE FIELD BIKE, SHAPE FIELD OFFICE – A bicicleta foi desenvolvida pelo estúdio Shape Field Office, de São Francisco, em parceria com Nicholas Riddle, da California College of the Arts. Ela apresenta detalhes minimalistas nos cabos, tubos e no bagageiro, que é removível.


THONET BENTWOOD CONCEPT, ANDY MARTIN STUDIO – A bike de estrada limitada, tem quadro de madeira e rodas de carbono. Ela pode ser sua por US$ 70 mil dólares.


X-9 NIGHTWALK, BRANO MERES – Construída na Eslováquia, foi utilizado jato de água para cortar seus painéis em formato de favo de mel, que depois foram laminados com fibra de carbono.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cicloativismo, Cotidiano, Mobilidade Urbana e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para As 11 bikes mais descoladas do mundo

  1. Nan disse:

    To curtindo bastante o seu site parabens.

    Se puder inclua essa bike na sua lista http://vimeo.com/62922295

    Ela é construida com cardboard (vulgo papelão), é a prova d’água e é super resistente. Bike de baixo custo.
    A empresa está arrecadando fundos para tocar o projeto e seria bacana ajudar a divulgar.
    Vale a pena olhar os vídeos, mostra todo o processo de fabricação. Seguindo essa linha eles pretendem até criar cadeiras de rodas de papelão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s