MIT apresenta roda de bicicleta ecológica e inteligente

Aparelho acoplado no aro da bicicleta armazena energia quando o usuário pisa no freio e devolve quando ele necessita fazer mais esforço, como em subidas.
Na esteira da Conferência de Compenhague sobre as Mudanças no Clima, a COP15, o SENSEable City Lab do MIT apresentou, na última terça-feira, uma roda de inteligente capaz de aumentar o desempenho dos ciclistas. O objetivo do projeto, já batizado como Roda de Copenhague (Copenhagen Wheel, no original), é encorajar o uso da bicicleta para distâncias maiores, diminuindo a dependência de transportes movidos a combustíveis fósseis, mais poluidores.
Um dispositivo colocado na roda da bicicleta permite o armazenamento de energia em situações em que normalmente esta seria desperdiçada – por exemplo, quando os freios são acionados. No momento em que o ciclista sobe uma ladeira ou aumenta a velocidade, um sensor estimula o motor elétrico do veículo a aplicar um impulso extra, usando a energia que havia sido armazenada.
Além do sistema de estocagem de energia, a roda possui outras ferramentas para agradar aos ciclistas, como sensores e conexão Bluetooth, que se conectam sem fios a um smartphone montado no guidão. Por meio de um aplicativo, o usuário pode verificar sua velocidade, direção e distância percorrida. O aplicativo pode ainda configurar o quanto de energia deve ser devolvida para assistir o ciclista, monitorar as condições do tráfego e da poluição atmosférica e rastrear outros ciclistas, além de operar a própria bicicleta para trocar marchas e travar as rodas para evitar furtos.

Todos os componentes eletrônicos necessários para seu funcionamento foram colocados dentro do dispositivo embutido no aro, próximo ao cubo, por isso não há necessidade de adicionar outros aparelhos ao quadro da bicicleta. O peso total do dispositivo não foi divulgado, mas deve variar de acordo com o número de sensores ou o tamanho do motor – quando estiver nas lojas, o usuário terá diversas opções de configuração. A geração de eletricidade é exclusivamente cinética e depende das pedaladas e do aproveitamento de freadas e ladeiras. A equipe de criação elaborou um método especial que permite a instalação do mecanismo em qualquer aro, abrindo a possibilidade de adaptar a tecnologia em qualquer modelo de bicicleta já existente.

A nova roda deve chegar ao mercado dentro de um ano e será vendida por lojas online, redes de venda de produtos eletrônicos e, possivelmente, lojas de bicicletas. Segundo o site CNET o aparelho deverá custar tanto quanto uma bicicleta eletrônica padrão, entre US$ 500 e US$ 1000. As primeiras encomendas virão, provavelmente, da própria cidade de Copenhague, que pretende usar bicicletas como substitutas dos carros dos funcionários municipais.

Fonte: Geek

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s